quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Olá, cá estou eu

1 - Queridos amigos, estou bem mas tenho andado cansada, com menos energia para fazer tudo a que quero deitar a mão. Tive ontem mais uma sessão com a psicóloga que, a seu tempo, virá a ajudar positivamente. Não sei se é assim com toda a gente, mas esta é a segunda vez que recorro a este tipo de ajuda (a outra vez foi há cerca de oito anos e fez milagres) e o que percebo é que, antes de começar a fazer bem, leva-se muita "pancada". Não agora, mas da primeira vez, eu chorava durante horas depois de cada consulta. Agora já não choro, mas volto a acordar leõezinhos adormecidos dentro de mim e eles vão rugindo ao longo dos dias seguintes. E isso desgasta-me. Era tão mais fácil se as relações entre as pessoas fossem, também elas, mais simples. Mas basta ler, com algum desgosto, os comentários que aqui têm sido deixados nos últimos dias, para se perceber que o ser humano é díficil.
Nunca gostei de anonimatos, menos ainda quando eles servem para ofender de forma cobarde, que infelizmente é para aquilo que mais são utilizados. E este não é, nem vai ser, um espaço de ofensas anónimas. Não é admissível que uma óbvia brincadeira de alguém que se identificou, dê direito a respostas acintosas de outra pessoa que também quer brincar, mas às escondidas.
Venham aqui para brincar, rir, partilhar, ajudar com o vosso apoio. Agora, não me chateiem, por favor. E podem escrever-me para casadaparede@gmail.com

2 - A Ninia do meu coração ontem fez um monte de anos. Juntou os seus amigos e família no renovado Relento em Algés, num animado jantar, em que todos matámos saudades dela... e uns dos outros. Adorei ver-te Jota, Ana, Susana, Simone, Tiago, Beta e também aos outros, claro. A Teresa 2, do Ricardo, pareceu-me, de longe, a melhor aposta que já lhe conheci (desejo-vos felicidades) e a Rita também apresentou o seu discreto mas simpático e bem parecido Nuno. Rita Guerra e Nuno Lopes, tem de ser um casal talhado para o sucesso: ela canta bem, ele tem imensa graça...










3- Uma palavra de apoio para uma colega que chegou ao final do seu contrato e foi hoje dispensada, com pena minha e certamente ainda mais das colegas que lhe são mais próximas. Uma boa miúda, com valor, a quem desejo que encontre o seu lugar no jornalismo em Portugal, porque tem talento para isso, apesar da sorte lhe ter vindo a falhar. Mais uma vítima da crise que nos vai tocando a todos e de que ninguém está livre. Força, Ana.

4 - Já chega, não é?

Beijos,
t.

8 comentários:

Anónimo disse...

ai ai de volta à normalidade...
Fico contente de saber que andas em festas e beberetes, e a matar saudades. :-)
Os amigos e rir fazem milagres.
Beijo muito grande mana, olha e não te aborreças porque não é caso para tanto...as pessoas às vezes são mal interpretadas e fazem também más interpretações... mas nada disso é importante...
beijoss
m

Anónimo disse...

Olá minha querida.gostei de ver que voltaste a dar-nos notícias,é sempre bom estares com a tua amiga joão, faste bem á alma também ela é uma mulher de força.
Descansa e não te desgastes com o que não vale a pena.
Beijos grandes meu amor, beijos para a jo
nina

pato disse...

É só para deixar um beijinho e um abracinho caloroso e continue com essa força fantástica. E...qualquer dia há mais popias (argolas) e outra tentações. Me aguarde!

Susana disse...

Foi um óptimo jantar, gostei imenso de te ver, T! Susana

Anónimo disse...

Querida directora, finalmente notícias. Ânimo. A vida não é fácil e concordo quando dizes que o ser humano também não o é. Ainda bem que a tua amiga está cá. Vai fazer-te bem. Termos os nossos queridos amigos por perto é maravilhoso. Beijos e força. xau-xau, até amanhã, até amanhã

ps - "caga" para as discussões parvas

beatriz disse...

Ai teresa não te zangues...
olha que és uma jornalista..., então essa liberdade de expressão? :)
Há coisas tão mais importantes na vida que isto,não te deixes afectar, e depois não passou de uma brincadeira.
realmente as pessoas são todas dificeis e complicadas e gostam de uma brigazinha e tens que entender que as pessoas estão unidas CONTIGO e não ENTRE ELAS.
Agora vamos ver se sou censurada :)
beijos e fica bem

ana disse...

Obrigada pelas notícias. Como deves calcular sou completamente alheia à estranha polémica dos comentários ao post anterior, mas lembro-te que tens a opção de não permitir comentários anónimos no teu blog. Quanto à ajuda psicológica, compreendo-te perfeitamente. Por isso nunca consegui passar da fase em que vinha de lá pior do que entrava e desisti sempre. Folgo em saber que melhora depois de piorar, e espero sinceramente que te ajude nesta fase mais complicada da tua vida. Tenho uma confiança absoluta nessa tua força interior. Abraços e obrigada pela tua solidariedade.

Anónimo disse...

Ainda bem que voltáste. Já estava preocupada com a tua ausência.
Gosto de te ver alegre em jantares, faz sempre bem ao espírito estarmos com quem gostamos.
Não te aborreças com coisas que não valem a pena.O que é importante é continuares com a tua força e descansares sempre que o corpo pedir.

Beijos grandes

São