sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Punto Cero

O amor está no que semeamos
(pontes, palavras).
O amor está no que construímos
(risos, bandeiras).
E no que combatemos
(noite, vazio)
pelo verdadeiro amor.

Punto Cero, 1972, José Ángel Valente

P.S. É ou não é um espectáculo? Não ganhou mas, como eu vos disse, era a mais bonita!

8 comentários:

Anónimo disse...

é a maaaaaaaiiiiiiiissssssssss
Bonita, mais gira, mais queridas, a mais...
beijos manas
m

Anónimo disse...

Querida directora, está tão crescida a tua mana Inês. E gira! Nem imagino os corações que para aí anda a "partir". hoje, dei um pulinho à redacção e aproveito para te desejar um excelente fds. O tempo está do melhor, umas caminhadas só te fazem bem. Leva a Rita contigo para o paredão, o ar do mar vai fazer-lhe bem, mas ela que vá agasalhada. Aquela do António estar bem disposto passou-me ao lado. Para a próxima avisa-me, se fazes favor! Boa disposição ali para aqueles lados é tão raro de ver que vale a pena disfrutar quando acontece :)
bom agora vou fazer aquilo que aqui me trouxe. beijos e força. xau-xau, até amanhã, até amanhã

Ninia disse...

Aqui directamente de Praga, um beijo para a T. e familia.

Esta-se bem aqui, mas com o pouco mais de frio do que em Berlim.

Ate segunda.

Anónimo disse...

Mas que linda, que linda que está a Nonocas!

A vossa mana é a mais bonita de todas sem sombra de dúvida!

beatriz disse...

E pensar que a vi dentro da barriga da mãe! estou velha! é muito bonita beijinhos

Anónimo disse...

É gira porque sai ao pai, ora, ora...
A.

Anónimo disse...

a cara chapada...da mãe...:-)

Anónimo disse...

Foi pena a mãe dela não ter tido outros filhos para se ver... A Inês é a mistura perfeita da beleza dos dois. Até porque tem muitos traços das outras irmãs. O A. só tem filhas bonitas, todas têm traços comuns e não são todas da Fátinha...
Mas não há dúvidas que a miúda é psrecida com a mãe.