sábado, 3 de janeiro de 2009

Bem protegida



(Até breve, amiga; lá vais tu embora outra vez! Ok, ok, a foto já tem uns anitos)


Feliz 2009. E obrigada a todos os que, nos seus votos de passagem de ano, se lembraram de mim e de me desejar dias melhores. Não imaginam como aprecio a generosidade das passas que me dedicaram, eu que as detesto e não consegui comer mais do que duas. Posso mesmo dizer que nesse momento, e no dia seguinte, perante "um mar" de mensagens e testemunhos, "fui invadida por uma forte sensação de protecção, rodeada pela boa vontade colectiva de tantas almas poderosas"*.
Apesar de ainda não estar livre da forte constipação que se apossou do meu corpo, ela não me apanhou a alma e, como tinha decidido, este ano pretendo viver de forma bem mais positiva. Logo que pare de tossir, vou começar a natação. As caminhadas, recomecei-as hoje, com um passeio aqui pela Parede. Soube-me a pouco, mas bem, ir beber um café ao Limo Verde, comprar o jornal, passar pela farmácia (nenhum passeio é perfeito, em especial quando nos preparamos para pagar e nos informam que hoje não há multibanco), almoçar no Velho Hábito e dar um salto a Cascais, para comprar um livro à Jo. Mas fechou a Bertrand de Cascais, a nossa livraria. Como é possível? Comprámos na Bulhosa, ali perto - lá tivemos de ir a um shopping... como todos os portugueses nestes dias. Um saboroso regresso à normalidade, ainda que não seja suposto durar mais do que dez dias. Tenho de aproveitá-los bem...
Bom, por hoje é tudo. Até breve e obrigada por continuarem a passar por aqui.
Beijos,
T.

* do livro «Comer, Orar, Amar», de Elizabeth Gilbert, oferecido pela mana João no Natal. Ela quer, porque quer, pôr-me a rezar...

8 comentários:

Anónimo disse...

eheheh... sim realmente... comer e amar já tu sabes fazer... e pelos vistos está a surtir alguns efeitos, o livro aqui da mana...:))
quanto mais não seja para ajudar nos posts, lol.
Ainda bem que houve quem tenha comido as passas por ti, se bem que as duas que comeste devem ter sido suficientes, tipo uma para ti, outra para o mundo...
Ainda bem que estás contente e confiante, e... tenho mais uns quantos livros para te dar, se o primeiro correr bem...:))
Beijos Grandes mana Mais Grande
m

Marisa disse...

Eu também não gosto nada de passas. Mas pedi um desejo, tapei o nariz e meti-as na boca todas ao mesmo tempo... Depois foi só empurrar com o champanhe! Eheheh!
Tenho que começar a ir para o Paredão também... Mas não é bem para caminhadas, mas sim para patinar! Tenho saudades e em Lisboa não há lá muitos pisos propícios aos patins... Mas acho que ali dá!
Fico feliz por estar melhorzinha da gripe e a voltar à normalidade.

Beijinhos
Marisa Carvalho

Anónimo disse...

Eu não gosto de passas, mas com champagne a empurrar lá comi as 12.
Ainda bem que te sentes melhor e que estás com a tua força e boa disposição, isso é óptimo.
Quando tudo à tua volta se desmorona é difícil acreditar em Deus, mas a fé em alguma coisa não sei se é Deus ou outro qualquer , muitas vezes ajuda-nos a superar os piores momentos da vida.
Em algumas ocasiões da minha vida em que me senti perdida entrei numa igreja, sentei-me e estive simplesmente a olhar para Aquele Deus crucificado.Quando saí senti uma grande paz, Não sei se foi Ele ou eu mesma que me mentalizei naqueles momentos em que estive sentada a olhar, mas senti-me bem melhor.
Penso que nos momentos de desespero acreditar e ter fé em algo nos ajuda.Pode ser que a tua irmã te convensa a rezar.....

Beijos Teresa

São

Fipas disse...

BOM AAAAAAAAAAAAAAANOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!! Esse livro deve ser muito giro! Vi a autora a falar no dito na Oprah e fiquei muito curiosa, pois toda a envolvente acerca do livro era de facto interessantíssima, nada lamechas nem espiritualmente duvidoso. Foi interessante. Tenho o livro mas comecei a lê-lo no dia que fui a casa do meu pai para o almoço de Natal e enquanto esperava espreitei o livro que estava ali à mão, li umas 20 páginas num ápice, li mais umas quantas depois do almoço e fiquei com o bichinho para ler mais em casa. Ao início tinha as minhas dúvidas, tipo, o que é que aqui vem, lamechiche de auto-ajuda, mas parece-me que não...

Beijinhos!

Eu vou à Disney tb!!!

Anónimo disse...

Querida directora, a lingerie nova ajudou com certeza, com o sapo pendurado não vai haver boa fortuna que se escape dessa casa, as passas foram só duas mas serviram pelas doze (dado o sacrifício que deve ter sido comê-las), com os milhares de desejos que todos os que te querem bem devem ter pedido no momento das 12 badaladas (e espero que tenhas subido para uma cadeira e que tenhas agarrado bem a nota) 2009 será um grande ano. Será o ano das BOAS NOTÍCIAS. De andar para a frente e encarar o tal futuro (pode ser o do teu sonho: 70 anos = a cara cheia de rugas). Bjs muito grandes e muitas, muitas, MUUUIIITTTTAAASSSSS SAUDADES
xau-xau até amanhã até amanhã

Ana Freitas disse...

Pois já se sabe que os sonhos existem para serem concretizados... Tenho certeza de que esse também se vai realizar. Se não for com a ajuda de orações, vai concerteza ser com o comer e o amar! É tão bom! Directora, um beijo grande de saudades.

Susana disse...

Tenho uma superstição já há muito tempo... os anos ímpares são sempre muito melhores do que os pares (depois posso comprovar esta teoria pseudo-científica mais tarde, se estiveres minimamente interessada...). Logo... 2009 será com certeza espectacular! Beijos, Susana

Fipas disse...

São 3h20 am e apeteceu-me vir espreitar como estás.. não tens nenhum post novo mas aqui deixo mais uma palavrinha!