quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Copianço do bom

Com a devida autorização, copio este texto da minha amiga TeresaM, retirado do seu blogue http://cancerventurasedesventuras.blogspot.com/ e que resume, sabiamente, como se vive esta fase difícil das nossas vidas. Obrigada TM.
Aqui fica:

Momentos de aperto...
Os da angústia, porque tudo é incerto (como se alguma vez tivesse sido certo!)...
Mas quando somos atingidos por esta doença, mais do que a força de que nos munimos para a combater, mais do que a grande coragem com que enfrentamos as dores, os enjoos, as febres, o medo das infecções, a imagem que o espelho nos devolve, (mais quilos, menos cabelo), mais do que tudo isto... é a solidão dos nossos pensamentos que nos faz mal!
Ficar sozinhos connosco, deixa-nos sem "supervisão" do optimismo, a nossa cabeça faz-nos sofrer por antecipação e à nossa frente vamos deixando passar as imagens dum negro futuro, do que achamos que nos pode acontecer e, sofremos! A doença, a incerteza do futuro, em suma, a angústia, deita-se connosco, abafa a tranquilidade do sono, não nos deixa adormecer e levanta-se connosco, vai junto para o banho, ao café, ao super...
Na realidade, quando lidamos com os efeitos da quimio, passamos mal fisicamente mas está ali o mal, ele acaba por passar, melhoramos!
Agora a cabeça, as emoções, os medos...só passam ou, só se tornam em dose razoável se nos focarmos no que temos de bom, AGORA. É o único "cliché" que eu dou por bem adquirido: o Agora é que interessa, àmanhã...pode ser melhor, pior...logo se vê!
Por isso, se alguma coisa vale o que eu digo e penso, aconselho quem passa por tudo isto, que fique exausto de rir, que se delicie com os momentos com os filhos, amigos, companheiros, amigas (tão bom ter amigas e amigos), que expurgue os fantasmas com uma boa gargalhada porque o medo é um vampiro que nos suga a vontade de bem viver!
Todas aquelas a quem não foi diagnosticado um carcinoma em fase inicial, in situ, sem ramificações pelos montes e vales do nosso corpo sabe que o que eu digo é verdade: a angústia é tão letal quanto o pode ser o cancro!
Façamos dela a inimiga!
Fiquem bem

4 comentários:

maguie disse...

lindo e verdadeiro texto, passamos por tudo isso mas com força e coragem lá vamos ultrapassar todos os obstaculos que se atravessam no nosso caminho.

beijinhos e espero qie a ressaca seja o mais leve possivel
..

Anónimo disse...

Lindo texto!!!!
Espero que a ressaca seja leve.
Força e muita energia para mais esta fase.
Beijos muito grandes.
São

Ninia disse...

Ainda bem que passaste a fazer parte da nossa comunidade aqui no blog, TeresaM. Um grande bem-haja.

TeresaM disse...

ping..ping...poinggg
(baba caíndo...)