quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Pensamentos positivos, procuram-se

Estou um bocado em baixo, pois estou. Hoje trabalhei mais um pedacito, fui depor à polícia (sabem que de vez em quando há pessoas que não gostam de coisas que a gente publica nas revistas) e já estou em casa.
Neste momento, o meu problema maior parece mesmo ser a dificuldade em vislumbrar pensamentos positivos. Passo o tempo a pensar que não me safo disto e, acredito, não deve fazer bem nenhum à minha saúde. Parece que vou ter mesmo de recorrer a anti-depressivos, apesar da alta resistência que lhes faço, vá lá saber-se porquê. É quase incompreensível o meu horror por medicamentos.
Enfim, isto há-de melhorar. Fisicamente, sinto-me melhor hoje, mas é preciso ver-se que passei a manhã a dormitar...
Beijos, TP

RESPOSTA DA JANINE

Olá Teresa e TeresaM,

Está tudo bem, eu estou em Debrecen, quase na fronteira com a Roménia e o tiroteio foi em Pécs, no Sul da Hungria... Obrigada pela preocupação...

Devo dizer que fiquei tão sensibilizada com a publicação da minha mensagem que nem soube bem o que responder...

Envio daqui muitos mas mesmo muitos pensamentos positivos...

E desta vez estou mais identificada porque já me puseram à vontade para isso...
Muito obrigada por me terem acolhido tão bem...

Um beijo enorme com muito carinho e muita força positiva!

Janine

18 comentários:

Anónimo disse...

Teresa, também tenho momentos assim...em que após uns dias de injustificada euforia, vou caíndo..caíndo, mergulhando lá bem para o fundo e, tal como a euforia, não lhe encontro grande razão, salvo o que tantas vezes já nos dissemos: o futuro é tão dolorosamente incerto...
Mas é isso: incerto! Como o é para qualquer outra pessoa, incerto, desconhecido. Ser confrontado com as nossas actuais limitações, de saúde, genica, capacidade para abraçar mil e um projectos, enfim, torna-nos um pouco pessimistas o que no teu caso, vai sendo acompanhado pelas maleitas que vais sentindo. Certamente Teresa que vale a pena investir no teu bem estar e fazer tudo mais devagar. Não há nada (maligno) que possa estar por detrás dos teus vómitos...nada se conseguia desenvolver tão depressa, tem dó das ditas...são poderosas mas não tanto!! Portanto, o teu mau estar tem a ver com alguma coisa que comeste e....o estômago ficou mais sensível e debilitado depois das drogas com que o obrigaste a lidar.
Tem paciência, recuperas desse mau estar e voltas ao que és!
Hoje: maçã cozida, pontilhada por canela e uma sopinha sem gordura. Há que preservar o aparelho digestivo...
Mas eu mando outra vez: um beijo tipo goraz (tás a ver o peixe???? com aquelas beiças enormes...)
TeresaM

Daniela disse...

Ola Teresinha :)

nada de tristezas, nada de pensamentos negativos... vamos lá a sorrir, pede à filhota um miminho e toca a arrebitar!!

mas eu entendo-te, perfeitamente... aliás, qualquer uma nós entende este estado de espirito!!

Beijinhos

Janine disse...

Olá Teresa e TeresaM,

Está tudo bem, eu estou em Debrecen, quase na fronteira com a Roménia e o tiroteio foi em Pécs, no Sul da Hungria... Obrigada pela preocupação...

Devo dizer que fiquei tão sensibilizada com a publicação da minha mensagem que nem soube bem o que responder...

Envio daqui muitos mas mesmo muitos pensamentos positivos...

E desta vez estou mais identificada porque já me puseram à vontade para isso...
Muito obrigada por me terem acolhido tão bem...

Um beijo enorme com muito carinho e muita força positiva!

Janine

Gatapininha disse...

Olá Teresa nada de desanimar, os primeiros meses vão custar, mas depois entras no ritmo, não tão acelerado como dantes mas, como eu digo aos meus alunos quando já troco as palavras todas, a idade não perdoa:)
(a quimio vai sempre deixar efeitos e nada podemos fazer, só nos resta contorná-los).

jokas

jokas

Anónimo disse...

This too shall pass... if you need to take the med, just do it and then forget about it! Thinking of you.

Isa disse...

olá Teresa P, quem é que passa por isto, e não tem momentos de pensamentos menos bons, mas o que não pode ser é que sejam por muito tempo. Portanto vamos deixar esses pensamentos para tras e pensar so em coisas boas e bonitas.
Como sabes o bom espirito, é meio caminho andado.
beijinhos e tem uma boa noite

Natália disse...

Teresa
Cá estou eu com um cesto cheio de pensamentos positivos para te oferecer.
Beijinhos e uma boa noite.

Madalena disse...

Olá Teresa! Olá todas! Não sei se consigo dizer-te melhor ou pelo menos tão bem como as minhas antecessoras de comentário que os pensamentos são uns marotos e que brincam connosco ao quarto escuro, ao comboio fantasma, e por aí fora...
Mais do que anti depressivos, eu acho que o recurso a um psicólogo mais especializado nestas áreas é de facto importante. O blog já funciona como grupo de auto-ajuda: estamos todas a enfrentar a mesma adversidade e a força advém de sabermos porque nos dizemos todos os dias umas às outras que é possível continuar a viver, que vamos cá estar muitos anos porque outras antes de nós também o conseguiram.
A minha "avozita" já dizia: mulher doente, mulher para sempre. Vamos ter de nos habituar a esta condição. O meu marido é cirurgião (em pleno gozo de reforma!!!!) e consegues imaginar os casos de cancro da mama que lhe passaram pelas mão?! Num tempo em que as cirurgias eram todas o mais radical possível, que não havia tamoxifeno, que a quimio era feita pelo médico e a acompanhar a doente. São as estatísticas dele, desse tempo que me animam. Quase, quase sempre venceram as mulheres! Espero que me aconteça o mesmo a mim! Esperoq eu te aconteça o mesmo a ti! Espero que aconteça o mesmo à TeresaM, à Natália, à Sandra, à LIna, à Isa, à Geninha, à Daniela, à Maguie, à Nela, a todas as minhas amigas (e já são muitas) que estão como nós com os olhos postos na vida, na sua idade mais madura!!!! beijinhos e desculpa ocupar-te tanto espaço.
Antes aqui do que nas fichas de definição de objectivos...lol

Anónimo disse...

Ohhh T., onde escreveste "passei a manhã a dormitar....eu li vomitar". Agora vê se não ando a ver coisas...a mais!!!! Vê tu que eu num enxergo nada!
Beijos
TM

P.S estou mesmo preguiçosa....

Lina Querubim disse...

Teresa deixo aqui esta msg positiva
beijinhos

Definitivo, como tudo o que é simples.

Nossa dor não advêm das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e
não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que os fez
companhia por um tempo razoável, um
tempo feliz.
Sofremos por quê?
Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de
ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos
que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.
Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por
todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar
com um amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela
estivesse interessada em nos compreender.
Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado
de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com
as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no
amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada
arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.
Carlos Drummond de Andrade

beatriz disse...

Realmente o Drummond de Andrade é genial!
Há muito tempo uma amiga brasileira mandou-me uma frase pequenina mas enorme...tenho-a guardada e, "naqueles" dias...leio, volto a ler e penso no que tenho vivido e,chego sempre à mesma conclusão: estou colada... mas inteira!

"Aprendi com a primavera a deixar-me cortar,e a voltar sempre inteira." Cecilia meirelles

Temos que ser como a Primavera...
Um beijo muito grande e bom fim de semana

Fipas disse...

Teresa, tenho andado um pouco ausente mas só nas palavras físicas aqui no blog, pois estou sempre contigo! Mas eis senao quando venho aqui e vejo todas estas mensagens, lindas e recheadas de carinho... este apoio fantástico... parece que, como tua amiga, fico tão mais descansada e também eu confortada, se me permites, por todo este apoio...

Por outro lado não posso deixar de sentir-me triste ao depararmo-nos com mais pessoas com esta doença, que não são números estatísticos, estão aqui, os seus nomes, as suas palavras e partilhas de vida.

Faço minhas as palavras da Janine, para todas as que aqui passam por essa etapa de vida a minha admiração e pensamento positivo. A minha avó passou por essa etapa pelo que sempre fui muito sensível ao assunto e admiro a vossa força. Deixo aqui todos os meus mimos bem positivos para todas!

Ficámos todas contentes de a Janine estar bem :)

Ficamos também muito contentes se aceitares todos estes PRESENTES de energia positiva e se tiveres um fim-de-semana bem sorridente!

Mil beijinhos de sol :)

Geninha disse...

Teresa

Já não consigo dizer mais do que foi dito.
Vou despejar aqui uma tonelada de pensamentos positivos.

Beijinhos

Cinda disse...

Olá Teresa. Desanimar é palavra proibida no nosso vocabulário.
Todas nós temos dias mais e menos bons. Claro que, como diz a Sandra, a químio deixa-nos marcas que vamos ter que contornar ao longo da nossa vida. As pilhas não carregam tão fácilmente e precisamos de mais espaço para nós e mais mimos.
Há que guiar sempre em frente e viver com alegria. Sei também que não é assim tão fácil, mas como diz o ditado "querer é poder".
Bom fim de semana muitos beijinhos e foça que a vida é muito bonita para ser vivida.

Gatapininha disse...

Oi Teresa
Espero que o dia de hoje tenha corrido melhor e nada melhor que um fim-de-semana com a familia para melhorar a disposição.
Aproveita e vai ver a inauguração da ravore de natal com a tua princesa no domingo.
jokas

Natália disse...

Olá Teresa.
Hoje ainda não deste noticias,então estas toneladas de pensamentos positivos que aqui ficaram não fizeram efeito?.
Beijinhos e tudo de bom para ti.

maguie disse...

deixo aqui o meu ombro amigo, e resmas de pensamentos positivos, alem de uma catrefada de beijinhos, queremos ver-te para cima, pensamentos positivos e sobre tudo acreditar esse é o lema ACREDITAR!! ACREDITAR!!

beijinhos
..

Anónimo disse...

Ewspero qe seja pelas melhores razões que não dás uma palavrinha à gente!
Diz qualquer coisa, precisamos de te ter em alta e de te ouvir mesmo que seja com maus pensamentos. A gente entorna para cima de ti a nossa energia positiva e tu...arribas, tal como a tartaruga: pões a cabecinha cá fora ou, como o caracol e: pões os corninhos aos sol!
Vá, não sejas Teresa em-dia-negro-como-dá-a-todas, sê caracol ou tartaruga!
TeresaM