terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Sem comida II

Ah, pois é, Lina, nadica de nada. Aliás, fizeram aqui umas mudanças e a dita bancada até desapareceu. Evaporou-se, acabou-se a tentação.
Agora, voltei ao antigamente, ou seja, não trago uma frutinha, um iogurte, não trago nada e morro aqui de fome, para depois chegar a casa e não resistir a nada em forma de comida.

Tenho andado um bocado stressada, a correr de um lado para o outro - trabalho, família, criança sem aulas - e estou com saudades de me sentar sossegadinha em frente ao computador a calhandrar nos vossos blogues, nas vossas vidas.

Beijos,
T.

4 comentários:

Anónimo disse...

A bancada desapareceu e talvez seja melhor assim, pelo menos não cais na tentação de comer essas iguarias que engordam.Ainda bem que passaram bem o Natal. Mas ainda terás mais umas festas para engordar, deixa lá, no início do ano passas fome.
Tudo a correr bem é o que desejo.
Ainda cá volto antes do fim do ano.
Muitos beijos
São

Lina Querubim disse...

Boa noite,
Aiiiiiiii amiga, eu sem comidinha nã sou nada!
leva daquelas bolachas horrorosas sem sali a saber a nada...mas dizem que faz bem para quem quer emagreçer :P
bebe muita água para enganar o estômago e mais não te posso dizer porque, eu não faço dieta e só fiz uma vez e era a pessoa mais infeliz...vi-a os outros a comer e babava-me toda :p verdade!!!!
Beijokas

Anónimo disse...

Essa do stress é que na me agradou, não! Acalma-te, vai com calminha que o stress dá cabo do nosso sistema imunitário. Correrias, não!!!!!!!!!!
Hoje não fiz o tratamento, por causa da infecção urinária. Logo faço...
TeresaM

Janine disse...

Um beijinho sem stress, querida Teresa! ;)