domingo, 8 de março de 2009

Stresses

Amanhã há nova etapa desta corrida de fundo. E três motivos de stresse: ir ao IPO (eu sei que tenho essa doença mas não queria ter processo aberto no sítio onde isso significa que tenho mesmo essa doença), encarar a radioterapia (o que quer que isso seja, onde e até quando) e... estar em Lisboa às 9 da manhã! Três coisinhas apenas que, à medida que a noite cai, vão crescendo para a categoria "problemas" e já deram direito a Lexotan.
A minha Lígia, num gesto de altruísmo que ninguém estranha, vai sair de casa às 7.20 h, assim como eu, para nos encontrarmos em Paço de Arcos e irmos juntas à consulta. Tem sido realmente fantástico todo o apoio que tenho recebido nos últimos seis meses. Se uma pessoa não passa por uma coisa destas, nem desconfia do tanto que ainda se pode dar e receber... E vou continuar a saldar bem essas contas, não me esquecendo de que, mesmo nesta situação, ainda tenho muito para dar.

Bom, já são sete e meia. Tenho de ir dormir. :-)

Beijos a todos,
T.

6 comentários:

Anónimo disse...

Pois é mana, amanhã lá começa tudo de novo, vamos ver o que acontece e se Deus quiser vai correr bem.
As pessoas podem sempre surpreender-nos pela positiva, sempre!
Claro que ainda tens muito para nos dar, mas também, sinceramente, acho que sempre deste que não foi esta doença que te fez generosa, já o eras.
Gostei muito do almoço e dos meus presentes.
Que corra tudo pelo melhor, ainda bem que vais com a Lígia. :))
Beijo grande mana Grande
m

xx

Fipas disse...

Aqui vai outra etapa a passar com ânimo e muita força! Ainda bem que tens para dar pois gostamos de receber de ti e cá estamos também para te "melgar", sempre!
Mil beijinhos!

ana disse...

Espero que esta nova etapa tenha começado da melhor maneira, e estou certa de que trará melhoras. Abraços!

Ninia disse...

T., tu vai correr bem.

Anónimo disse...

Olá!

Espero que esta segunda etapa tenha começado da melhor maneira!
Um beijinho desta leitora atenta e (quase)silenciosa, mas nada anónima,
claudia

Anónimo disse...

Saudades tuas amiga teresa.
boa sorte.
apesar de escrever pouco, estou sempre atenta.
Ainda bem que vais começar a radio.
beijos grandes.
J. Mata