quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Guerreiras!!!! Vamos treinar...

'Um guerreiro aceita que nunca sabemos o que nos vai acontecer a seguir. Podemos tentar controlar o incontrolável procurando segurança e previsibilidade, sempre com a ideia de nos sentirmos confortáveis e a salvo. Mas a verdade é que nunca podemos evitar a incerteza. Este desconhecimento faz parte da aventura. É também o que nos provoca medo. (...)
Se sentimos dúvidas da nossa capacidade de sermos guerreiros-em-desenvolvimento, podemos colocar a questão: "Prefiro crescer e relacionar-me directamente com a vida ou escolho viver e morrer com medo"?

A questão central do treino de um guerreiro não é como evitar o medo e a incerteza mas como relacionar-se com o desconforto. Enquanto espécie, nunca devemos subestimar a nossa fraca tolerância aos desconforto. Como lidamos com as dificuldades, com as nossas emoções, com os imprevistos de um dia vulgar? Encaramos decepções, embaraços, irritações, ciúmes, medos... (...) Esses sentimentos desconfortáveis são mensagens que nos dizem para levantarmos a cabeça e enfrentarmos a situação, quando o que nos apetece é baixar os braços e virar as costas. (...) Normalmente, somos "varridos" por esses momentos. E por costume, não alteramos os nossos padrões. Com treino, no entanto, aprendemos a viver com um coração partido, com um medo infinito, com um desejo de vingança. Lidar com a incerteza é aprender a relaxar no meio do caos, a seguir em frente quando, de repente, o chão desaparece debaixo dos nossos pés.(...)

O despertar acontece quando deixamos de nos refugiar da vulnerabilidade da nossa condição, da fragilidade da nossa existência.'

Tradução livre, muito livre, de Confortable with uncertainty, de Pema Chodron, que a minha amiga Maria me enviou dos States para me ajudar a viver com tanta incerteza. Iluminar-me não é fácil, mas voltei ao livrinho, que incita à prática da meditação. Gosto destas ideias, mas it's easier said than done, eles próprios o dizem

14 comentários:

Anónimo disse...

"Lidar com a incerteza é aprender a relaxar no meio do caos(...)". É certeiro, vai fundo este pensamento. Bonitos excertos.
Vou tentar praticar. Vou tentar "calejar" em face dos pedregulhos que a vida me tem posto no caminho. Mas, não é fácil, isso sabemos e o despertar vai-se conquistando, em todos os momentos difíceis da nossa curta vida.

Voltando à "terra": o cateter tem uma "campânula" que eu "vejo" como uma argola, coisas... já sabes que eu "emburro" e sofro de "deplexos" quando abuso nas compras, portanto...a argola é outra!!!!

O texto é lindo e serve de inspiração para todas nós: RELAXEMOS, portanto!
Não percebo porque não consegues comentar no meu blogue...estará "deplexado"?????
Mas repito: Gosto mesmo desta "Teresa", uma Teresa que sente (já era tempo) novamente que, naquilo que depender dela, vai controlar o seu destino!
Beijinhos
TeresaM

maguie disse...

o texto é lindo mesmo vamos lá inspirarmo-nos nele

beijinhos boa noite
..

Madalena disse...

Boa noite meninas lindas! Que os bons sonhos vos visitem! Beijinhos

Lina Querubim disse...

Vamos todas fazer como Fernando Pessoa

PEDRAS NO CAMINHO...FERNANDO PESSOA.

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida
é a maior empresa do mundo...
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história...
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma...
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'!!!
É ter segurança para receber uma crítica,
mesmo que injusta...

Pedras no caminho?

Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

(Fernando Pessoa)


Beijinhos e dorme com os Anjos

Xekim disse...

Olá.

Beijinhos pra si também, Teresa.

Feliz quinta pra si e pra todos aí em casa.

Bye.

Geninha disse...

Teresa

Passei para desejar um Bom Dia.
Adorei o texto, é mesmo assim o que sentimos.

Beijinhos

Natália disse...

Olá Teresa
è impressão minha,ou é mesmo verdade que anda por aqui uma nova Teresa com mais energia,mais optimista e muito mais alegre.
Beijinhos Amiga e tem um bom dia

Teresa disse...

Olá, amigas e amigos, obrigada pelas vossas visitas.
Ao fim de quase dois meses de dificuldades físicas, sinto-me agora muito melhor, é verdade, Natália, a TeresaM também me acha mais "espevitada". Quando o corpo ajuda, a cabeça vai na onda. Podia ser também ao contrário, mas desta vez foi o corpo que mandou, a tareia foi grande. Mas está a passar e eu já me estou a ver toda airosa para o Natal, que o último foi uma miséria.
Beijos, beijos, vortem sempre por favor

Isa disse...

olá Teresa, vim retribuir a visita.
um beijinho

Anónimo disse...

Olá Teresa,não te vim visitar estes dias porque o meu computador sabe-se lá porquê apanhou um virús,talvez o da gripe A, mas já se curou.
Ainda bem que a quimio acabou.Agora se Deus quiser será tudo a correr melhor.
Adorei o texto.
Mil beijos
São

Ninia disse...

Temos a nossa T de volta.
E em grande forma intelectual.
Um grande bem haja para todas Vós.

Anónimo disse...

Beijos e muita força para todas, vocês são todas demais!!!
Beijos especial para ti mana Grande, luv u!
m

Anónimo disse...

Ah fui a primeira e vou ser a última do dia de hoje:
Soube tão bem a tua mensagem no meu cantinho. Sabe tão bem "saber-te" a recuperar, em curva ascendente, pronta para armar a árvore de natal.
Sabe tão bem ver regressar a tua energia e o teu bom humor.
Teresa, o pior já passou. Agora, doravante, vais ter que lidar com as mesmas angústias que nós - as dos dias dos check up. Mas isso é tão bom sinal!! Venham carradas de angústias dessas, rotineiras, regulares e, cada vez menos frequentes: de 3 em 3 meses/ de 6 em 6 meses / ano a ano...
No fim desta etapa, a dos tratamentos, digo-te: Parabéns, esta já está!!!
Jinhos (da outra)

Anónimo disse...

Oh, Teresa amiga, seus escritos me tocam profundamente. Sim, falar 'e facil, dificil 'e agir com consistencia... a menos que nos conscientizemos nao so do nosso poder de escolha mas, principalmente, do poder da propria Vida nos fazendo tomar seu sopro e transformando tudo em nos e atraves de nos. Quanto ao medo, Emmanuel me lembra que: "Fear is a habit. As you recognize it, you will be able to loosen the viselike grip – not that fear has upon you, but that you have upon fear. ==> Fear goes away once you give it permission to leave.
Saudacoes aos amigos de maos dadas aqui nesse espaco, maria
PS: Adorei o poema de Fernando Pessoa, vai para a minha colecao.