quarta-feira, 19 de maio de 2010

Falta de assunto (de jeito)

Já estou a abraçar a Nat há uns dias... Como diz a Maguie, ando a sufocar a rapariga, mas ela precisava de um abraço longo...  agora acho que já está farta de estar agarrada a mim, até já voltou a chamar-me nomes. Cusca, eu?? Nem pensar!

Mas a verdade é que não tenho assunto. Fiz agora uma passagem pelos blogues das meninas, há já uns dias que não dava a minha voltinha e, entre boas notícias (que celebro) e outras assim-assim, e ainda um artigo que a IsaLenca publicou, fiquei um bocado chochinha.

Actualmente sinto-me bem, trabalho, faço a minha vida normal e por vezes esqueço-me do que nos traz por cá... E quando se fala em recidivas, biópsias, operações e nas voltas que o cancro dá para contornar a medicação e voltar a atacar-nos, penso na gravidade da minha situação. E ela não é nada animadora.

Procuro inspiração na força que a maior parte das nossas bloguistas têm e (depois de me lamentar um bocadinho por não a ter da mesma forma), encho o peito de ar e atiro com as preocupações para o alto. Mas fica sempre uma dorzinha. E hoje tenho-a aqui... Subtil, mas a marcar presença...

E era por isso que não queria escrever. Não quero ser fraca nem lamechas, nem "obrigar-vos" a dizer que sou forte, sim senhora, e que tudo vai ficar bem...  Mas, pronto, cá fica, um dia não são dias e deixo-vos também um grande beijinho.

T.

13 comentários:

Anónimo disse...

Temos que ter fé e acreditar, tenta não ficar triste mana, eu sei que é difícil, mas tenta...
Deixo-te todo o meu AMOR e apoio, e não vale a pena dizer mais nada...
Milhões de beijos querida, amo-te muito! ❤
m

Janine disse...

Um beijo enorme para acalmar essa dorzinha... :)
E por aí está sol! ;)
Por aqui chuva e algum frio!
Daqui a uns dias almoçaremos ou jantaremos pelo sol do nosso país, fica prometido! Beijinhossssss

Susana Neves disse...

Teresa lindona (como te chama a Márcia), não exijas demais de ti.

Sentir essa "dorzinha" é normal, se assim não fosse é que era estranho. Tens direito a esses momentos e eles não fazem de ti lamechas, muito menos fraca.

E o que interessa é que, apesar dos pesares, vives a tua vida normalmente, sem te fechares para o que ela tem de bom.

Este paleio todo, e não consigo deixar de dizer o que digo sempre. Percebo-te tão bem, porque sinto o mesmo.

Beijinhos e toca a arrebitar

Lina Querubim disse...

Menina TeresaP
que é isso de lamechas????
Hoje como viste tb não é o meu "dia"
quando vimos as nossas Amigas a passar por momentos menos bons somos solidárias mas...faz-nos lembrar que também temos telhados de vidro e que temos uma luta pela frente!
Vamos dividir essa tua dorzita por todas assim custa-te menos ;o)
Sábado celebramos a VIDA
Beijinhos fica com os Anjos

Madalena disse...

Querida Teresa, beijinhos muitos.
Outro dia o Jorge dizia-me que um dia destes o cancro será como uma daquelas coisas horríveis da História que agora são mazelazitas de nada. Não é para me animar, mas a verdade é que anima. O meu pai teve tuberculose aos 18 anos, teve uma sentença de seis meses e tanto teimou que a prolongou por mais sessenta anos. Vais ver que ainda havemos de ter histórias para contar. Muitos, muitos beijinhos.

angelina disse...

bom dia amiga
deixo um beijinho enorme
angelina moche lol pas jolie

maguie disse...

eiiii psssettt eiiii TeresaP lindona psssstttt vamos lá animar é verdade o que escreves, mas vamos tentando levar a vida da melhor maneira possivel, uns dias bons outros menos bons, vai ser sempre assim quer queiramos quer não....
pronto mas hoje é dia de arrebitar, pensar no grande acontecimento de Sábado heheheh o mulherio todo junto será um deus nos acuda...
um beijinho grande e um abraço apertadinho que conto dar-te pessoalmente uma vez mais

estás no meu coração
..

Natália disse...

Olá Teresa
Bolas
Até que enfim consigo respirar,olha que ter uma mulher como tu tantos dias a apertar-me o pescoço não é facil,já dizia mal á minha vida.
...............................

Teresa
Sabes eu sinto o mesmo que tu e não gosto muito de me queixar,fico sempre a pensar depois de escrever se me acham lamechas,se vou preocupar as amigas,se lhes estou a fazer lembrar algo que elas tentam esquecer,mas só escrevo mesmo sobre mim quando estou mesmo aflita,depois arrependo-me,mas por um lado sei que nos faz bem desabafar e depois ao sentirmos toda a força e carinho que se gera á nossa volta ficamos melhores.
Por isso hoje é um dia menos bom,sabes que temos muitos assim,com a Maguie ontem escreveu no blog dela a gente....PENSA.
Beijinhos Amiga,quero-te fresca e airosa no sabado ok.

IsaLenca disse...

Vocês não são de ferro e há dias altos e outros baixos.
E longe de mim querer colocar-vos ainda mais tristes, mas esta reportagem é também informativa, pelo que achei importante colocar. Há boas e más notícias.

Mas uma certeza há: que vocês são guerreiras, que há cada vez mais casos de vitória e que será o teu/vosso caso.
Malucas e com a garra que têm vão andar de cabeça erguida e sorridente para a frente.

(quer dizer...depois de sábado, se não se portarem bem...vamos a ver se conseguem passar despercebidas!! Vai ser giro vai! Eu também vou, mas se vir que há danças de cadeiras- a última vez que fomos a um restaurante nessas bandas- até penso que será o mesmo- os empregados devem ter suspirado!! Grandas malucas que passaram parte do almoço a mudar de mesa, a pedir mais cadeiras, a pedir para sair da esplanada....chovia a potes!! Mas este sábado vai estar muito calor- para ser um dia mesmo cheio de luz e cor com a vossa/nossa presença!)

Bjs

Ana Paula disse...

Ola Teresinha, não nao és lamechas, todas temos ias assim e para que servem os blogs???? só para as alegrias? não. Cá estamos umas para as outras qd é necessário. A semana passada foi a minha vez, hoje és tu amanha será outra.

Beijinhos grandes

Anónimo disse...

Querida "Outra", sabes como um dia me expressei: um espirro é um tornado na nossa cabeça...e é isso que tu estás a passar. Uma dorzinha, pequenina na escala da dor mas, grande na escala da nossa ansiedade. Agora, pensa...uma dorzinha....nos ossos?? pois...minha querida Teresa, todas nós as sentimos....é da idade...hehhee, da mudança de tempo - o calor apertou demasiado depressa...Mais nada, só isso mesmo! O resto é a tua cabeça que te quer enganar, não suporta que te venhas a sentir bem e saudável, tendo tido a doença tão presente! Mas nem mesmo o dito bicharoco cresce tão depressa e as tuas recentes análises disseram que tudo estava bem! Relaxa, zanga-te com a tua "cabecinha" e ala pr'a frente!!
Tou a por botox!!!
A preparar-me para o evento...
Onde nos encontramos??? à porta do Vasco da Gama???
Beijocas
TeresaM

Nela disse...

Teresa,
Tenho algumas coisas a dizer sobre isso... E como não tenho feito nenhuns posts este semana, vou falar mesmo sobre isso. Hoje mais à noite, se estiver inspirada, vou falar sobre os interruptores!
Beijinhos

May Alek disse...

Hum, hum, acho que estou nesses dias estranhos, por isso nem apareço no meu blog.

Mas com toda essa programação para o fim de semana, você ainda tem tempo para pensar em sei-lá-o-quê?

Beijinhos, fique bem.