terça-feira, 2 de agosto de 2011

*

Foste uma lutadora como vi poucas. Sobreviveste tantas vezes que acabei por acreditar que o cancro nunca te venceria. Infelizmente, não foi assim... Lembrar-te-ei sempre como esta miúda da foto: terna, serena, bonita...


Vou ter muitas saudades tuas. Aliás, já tenho. Até sempre, Adelaide

25 comentários:

Ninia disse...

T., telefona sempre que quiseres. Seja a que horas for.

angelina disse...

Beijinhos Teresa

Nela disse...

Nem sei que te diga, querida Teresa. Nos últimos tempos, andam a faltar-me as palavras...

Beijinhos grandes

Anónimo disse...

um grande beijinho, não tenho palavras.. que descanse em paz
..

maguie disse...

o Anónimo sou eu.. bjs
..

Natália disse...

*

Beijinhos Teresa.
Força amiga.

Madalena disse...

Um beijinho grande!*

Geninha disse...

Teresa um beijinho com muito carinho, não tem sido fácil..

Gatapininha disse...

Força!*

Cinda disse...

Não sei se o que possa dizer fará algum sentido. FORÇA e FÉ. Um abraço apertadinho.

Lina Querubim disse...

* beijinho

Ana Camões disse...

* Beijinhos Teresa... ultimamente as noticias não têm sido boas...

Ana Camões disse...

* Beijinhos Teresa... ultimamente as noticias não têm sido boas...

Guida Palhota disse...

*

Querida Teresa,

Tive de ler outra vez...
Eu acho que elas estão a dizer-nos para vivermos intensamente, para esgotarmos os dias com tudo aquilo que nos for agradável...

Um beijo do tamanho do mundo

*___*

Marina da Silva disse...

Teresa,
Aguenta firme! Não esqueça a medicação e se precisar vá a ajuda psicoterápica viu! Um beijo carinhoso. Estou rezando por você como todas que aqui passam! Se ficar difícil vem pro blogue, pois escrever ajuda muiiiiiiiito!
Marina da Silva. Brasil

Anónimo disse...

não basta que lamente..mas, lamento!
é uma raiva que sinto, uma ira que me ultrapassa e se reflecte nos esgares que todos dizem que tenho feito. Como não me zangar com esta doença, que ceifa jovens vidas sem piedade nem bom senso! Os jovens vivem para além dos pais, tornam-se avós, reformam-se e a ciência tinha a obrigação de colocar no mercado a cura que eu sei já existir! tem que existir!!
força amiga, TP, a dona do meu blogue pois foi ela que me inspirou!!!
TM

Graça disse...

Beijinho grande prima.
*

Gigi disse...

* Beijinhos.

cilinha disse...

Beijinho no coração Teresa... e um xi apertadinho .

gabriela disse...

Beijinho grande amiga Teresa e sê forte

Anónimo disse...

Beijo grande mana grande... é de facto uma grande perda, e com certeza ela está em paz, finalmente...
Não há nada que e possa dizer, a não ser que te amo e para teres força, eu sei que não tem sido fácil ultimamente... :(
Um beijo enorme querida, e não te deixes atormentar, vamos continuar a acreditar, amo-te minha mana preferida
m

Muita LUZ querida Adelaide ❤

Anónimo disse...

gostei do ate sempre, te abraco...♥ Death is not extinguishing the light; it is putting out the lamp because dawn has come. - Rabindranath Tagore

Janine disse...

Um beijo enorme e um abracinho, querida TP! Força!
Sei que os últimos dias não têm sido nada fáceis. Muita força para aí!
Beijinho doce...

Anónimo disse...

Adelaide, a geada impiedosa colheu-te numa noite de verão. Pelos ensinamentos que de ti colhi, pelo muito que me deste, sem pedir nada em troca, justo é que não te esqueça. Um beijo de eterna saudade … descansa em paz… até sempre
MJN

ml disse...

oi mana... entendo pq vc esta tao quietinha. Passo por aqui de novo para deixar o meu abraco, te quero bem, ml