quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Obrigada!

Obrigada a todos os que nunca me largam as canelas. Obrigada por andarem em cima de mim como lapas. Obrigada por encherem a minha caixa de mensagens no telemóvel de tal maneira que não consigo responder a todas e perco algumas pelo meio. Obrigada por me mandarem tantas mensagens privadas que fico séculos a responder em vez de estar a ler um livro ou ver um filme. Obrigada por me convidarem para jantares e almoços a que ainda não posso ir. Obrigada pela preocupação que têm nas minhas costas e que não revelam à minha frente. Obrigada pelos muitos mimos que aparecem das mais variadas formas e feitios. Obrigada aos grandes amigos, obrigada ao marido, à filha e à família que dizem sempre presente, obrigada aos chefes que tornam o fardo menos pesado, obrigada aos colegas pelos sorrisos à chegada, obrigada aos conhecidos que nunca se esquecem de perguntar por mim aos amigos, obrigada aos que estão a milhares de quilómetros de distância mas sempre tão perto, obrigada aos professores, colegas da escola e vizinhos que mantêm a Joana feliz. Obrigada à médica por trabalhar tão bem pela minha saúde, obrigada ao médico de família por ser um amigo, obrigada à minha enfermeira do coração que faz de cada tratamento um momento bom e à funcionária que me abraça quando acabam as consultas. Obrigada aos que reapareceram na minha vida e não voltaram a sair. Obrigada aos que entraram de novo para ficar.
Mil e um obrigados a todos estes e muitos outros. Sem esta ajuda eu não teria a força que me move e me faz querer não vos deixar tão depressa.
T.


14 comentários:

maguie disse...

ès linda e mereces tudo de bom!!!!
bejiooooooooo
..

Natália disse...

Tu mereces.
Obrigado por seres minha amiga,
Beijinhos

Lina Querubim disse...

Obrigado por fazeres parte da minha vida!
Beijinhos

Madalena disse...

Obrigada, Teresa! Tens o mérito, como já te disse, e tens a Força. Também já te disse que gostar de ti é tão natural! Beijinhos, Teresa!

Anónimo disse...

Obrigada por seres minha irmã! Sem ti a minha vida teria sido mais difícil e muito diferente!
Obrigada por todos os dias me surpreenderes com a tua força e coragem, para não falar na preocupação constante que tens em não nos preocupar ou magoar, quando devias estar a pensar em ti...
Obrigada por seres assim...
milhões de beijos

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Gatapininha disse...

Obrigada eu:) jokas

Guida Palhota disse...

TP

Obrigada por partilhares connosco este agradecimento tão alargado.
Fiquei cheia de inveja (da boa!), porque também queria ter vontade de agradecer assim a toda a gente e mais alguma, mas não consigo, porque devo ser demasiado exigente ou demasiado piegas, e tenho sentido profundamente a falta de muitos a quem gostaria de ter razão para dizer 'obrigada'...

Beijões

ERG disse...

Obrigada a ti T, por te ter também um bocadinho para mim (pelo menos acho que sim, quando te leio e quando me escreves). Sorte tem a mana (MJ)em seres mana dela. Invejinha (da boa)!
Beijinhos

IsaLenca disse...

Obrigada por seres minha amiga também! Não te esqueças que não recebes tudo...também dás! E isso é que é bom!
Bjs e bom fim de semana (espero que agora consiga pela centésima vez publicar!!)

Janine disse...

Querida TP,
Copiona? Nada disso... Adoro ler estas notícias boas, adoro ir ao blogue e ler um comentário de alguém especial com esta TP...
Obrigada eu...
Que sejamos sempre umas copionas uma da outra, que eu consiga copiar toda essa força de vida, todas essas virtudes e toda essa sabedoria.
Um beijinho enorme para alguém que me animou hoje sem saber, saudades, muitas!

cilinha disse...

Obrigada Teresa por estares desse lado .. nao tenho comentado mas tenho andado por aqui ..um beijinho muito grande

Cidália disse...

Linda,
Obrigada pela sensação em que parece que tudo se passou ontem, nada mudou, apenas retomamos a conversa onde a deixamos há 20 anos atrás!
Obrigada amiga.
Beijos grandes para ti.

F Torrinha disse...

Obrigado por estares aí e nos fazeres reflectir, obrigado por mexeres connosco, (comigo) e me relembrares que os problemas da vida são muito relativos, obrigado por teres feito da tua doença uma arma de esperança, de contacto, de proximidade, de amor.
Obrigado amiga