sábado, 25 de fevereiro de 2012

No self-pity, sua burra

A nova foto do blogue adiantou-se uns dias à sua explicação. É uma burra, sim, e minha conhecida (e por acaso tem o nome da minha filha). Escolhi esta foto porque me identifiquei com ela, já que eu também sou uma burra.
Uma burra que fala pelos cotovelos mas que se cala naquilo que mais lhe custa aceitar que lhe façam ou digam e depois explode quando não deve; uma burra grande em tamanho mas que se encolhe perante ratos que a assustam; uma burra que sabe a quem devia dar ouvidos e quem, por outro lado, deveria ignorar olimpicamente, mas não faz nem uma coisa nem a outra; uma burra que não arranja tempo para a filha e para os amigos que mais a mimam porque quando não está a trabalhar está a descansar para ir trabalhar; uma burra que está há dois meses sem agenda no telefone e não sabe quem lhe liga nem a quem ligar de volta; uma burra que não vai ao ginásio (que paga), não faz exercício físico, não come o que deve nem deixa de comer o que não deve, uma burra em tantas coisas...
E uma burra com os nervos em franja, sem coragem para sequer falar num tal assunto que lhe tira o sono e nem sequer é a maldita doença.

Quando se tem um cancro, devia ser proibido ter-se mais algum problema na vida. Muito menos, dois.

T.

Detesto quando suspeito de que me assemelho a uma pobre diaba com peninha de si própria. No self-pity for me, peço-me amiúde. Pleeeease, não sejas burra!



8 comentários:

laura disse...

Teresinha, desconheço-te.

Não gostei do que li.

Só posso dizer-te, muda de opinião sobre ti.

És uma querida e não posso dizer mais nada. Gosta de ti.

Lina Querubim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lina Querubim disse...

:p beijinho

Teresa disse...

Eu sei que sou linda. Sou burra mas uma linda burrinha. Não te choques, Laurinha, é a força das palavras. Eu gosto de mim, só gostava era de poder tomar decisões que eu sei que seriam boas para a minha saúde e bem-estar mas não consigo, se calhar porque não posso mesmo.
Beijocas, Linoca, achas que eu posso arranjar a agenda do telefone??? ehehe Beijos

Teresa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Natália disse...

Todas temos problemas minha amiga,parece que só o cancro não chega,mas a gente aguenta,as burras são fortes.

Beijinhos minha burrinha linda.

Lina Querubim disse...

TP???
Cola um post-it com os números no iphone :) funciona iihihihihih

IsaLenca disse...

TP Lindona os burros têm muitos aspetos positivos que destaco: naturalmente vivo, ágil e dócil. Como algumas das raças estão em vias de extinçao há incentivos para a sua proteção. E são fortes..também podem ser teimosos.

As coisas e as pessoas são como nós as queremos ver e são estes aspetos que vejo em ti.
Bjs