sábado, 16 de fevereiro de 2013

Unknown










Nos últimos anos, a propósito do cancro, tenho recebido boas e más notícias. Uns dias umas, outros dias menos felizes, das outras. Já as conheço de ginjeira. Mesmo as que nunca recebi, já as vi bater a outras portas. Boas e más. Sei como causam alívio e sei como podem fazer reduzir mais um bocadinho a esperança que tanto custa manter em alta. 
A este ponto da minha vida encolhida as notícias que recebo já não são boas ou más. Agora, o que sinto é que deviam sempre ser melhores ou que podiam ser muito piores. 
As notícias já não me surpreendem, já não me fazem dar pulos nem me deitam abaixo, só me dirigem o rumo: hoje numa direção, amanhã, na outra. 
T.





4 comentários:

Lina Querubim disse...

O caminho a seguir é o que tens feito até aqui
Beijinhos

Anónimo disse...

Contigo, tudo tem sido sempre complexo e nada fácil. Mas, tens feito o que deve ser feito, viver, sem nunca esquecer as armas e balas com que não lhe darás tréguas! Há que continuar a viver e a dar-lhe luta! És uma Mulher muito forte Teresa e muito bem formada, pois tens sempre uma palavra de carinho e ânimo para todos e todas! Reserva-te o direito de saber que o caminho que agora fazes é o que tens que fazer! Lembra-te que já estiveste pior e que agora estás melhor. Não antecipes que vais piorar pois é uma mera suposição..nada que tenha que acontecer! Aliás, não vai acontecer porque tu não vais deixar!!
TM

Janine disse...

Um beijinho enorme e doce, querida TP! Li o post de 1 de Fev, sobre as reticências versus o ponto final. E ainda bem que este blogue persiste e perdura... É vida, ternura, desabafo... E continua a ser um sítio onde leio uma amiga, apesar da distância e do tempo que vai passando. Desejo sempre que corra tudo da melhor forma possível... Um grande abraço para alguém que admiro muito. Beijinhossss

Lucinda Maria Pinto de Almeida disse...

Beijinho e um dia de cada vez, um após o outro.
A felicidade está em cada momento vivido e sentido.
Beijocas Grandalhona.