sábado, 22 de agosto de 2009

A borbulha

Quem me conhece, conhece também a minha borbulha na ponta do nariz. De há uns tempos para cá, é visita regular e indiscreta. De facto, não podia ter escolhido localização menos conveniente. Mais recentemente, tem-se feito acompanhar de uma borbulhagem exuberante também na zona do queixo. Para quem tinha escapado airosamente ao acne na adolescência... aqui está o incómodo, tarde e a más horas, mas igualmente irritante.
A borbulha da ponta do nariz não é uma borbulha qualquer. É dona da sua personalidade e não aparece por acaso. É mais quando lhe apetece e... quando tem razões para isso. Parece-me que não gosta de trabalho nem stresses e acho que é por isso que à segunda-feira costuma aparecer no caminho para o trabalho. Quando me vejo ao espelho no elevador, ela não está lá mas vinte minutos depois, voilá!

Hoje é o último dia das nossas magníficas férias aqui no Alvor. Estava eu a fazer as primeiras arrumações quando passei por um espelho e o que é que eu vi? A minha amiga, na ponta do nariz. Eu sei, não quer sair daqui, não quer voltar para casa, não quer os stresses dos lenços e perucas, não quer ir trabalhar na segunda feira, não quer ir a passos largos a caminho da próxima quimioterapia.
Como eu disse, a minha borbulha da ponta do nariz não é uma borbulha qualquer. Também me lê os pensamentos, a espertinha.

Beijos,
T.

6 comentários:

Anónimo disse...

Mas pensa bem, essa borbulha é tua amiga... e não está na ponta do nariz por acaso... assim ela sabe que é vista...
sabes o que ela te quer dizer não sabes? Que tens que stressar menos - aliás o stress é a causa de tudo isto - que descobrir e aceitar os teus limites neste momento da tua vida.
É assim, agira neste momento é assim, e contra isso não podemos fazer nada, apenas aceitar e lutar da forma certa para vencermos esta grande porcaria, e para isso se calhar tens que parar um bocadinho...
Tu própria disseste que temos que ter em atenção os sinais do nosso corpo, então é exactamente isso que estás a fazer e muito bem... agora só tens que ouvir mesmo e fazer com que esses sinais deixem de existir...
Fácil falar não é?!
Força boneca, e nada de stresses!!!
Beijos grandes mana Grande
m

TeresaM disse...

Ah Ah Ah...borbulha de bruxinha!
Como magia aparece e desvia as tuas atenções do que mais te atrapalha! É bom regressar, pois que valor daríamos nós à partida se ela não tivesse regresso? No entretanto, é verdade, está o ganho mas.. férias sempre???? Não me parece que sejas de férias a mais!
Regressar à quimio?? Então, é um a menos, e mais artilharia pesada para cima dos bandidos! Foi pesado depois da última quimio? claro, apanhaste uma gripe! Gripe e quimio são quase como azeite e água: não combinam, não são compatíveis!
Beijocas

Anónimo disse...

Férias? Acabam depressa demais.
Como diz a tua mana está atenta aos sinais do teu corpo, como essa borbulha de estimação. Nada de stress, ele é um inimigo desta fase que estás a atravessar.
Quimio? Um mal necessário e importante para destruir o bicho, mas tenta só pensar nisso na véspera de ires. É difícil eu sei, mas pelo menos tenta afastar o pensamento para outro lado.
Não trabalhes demais.
Boa semana. Estou sempre contigo
Beijos
São

TeresaM disse...

Este teu texto está divinal! Não me canso de o reler, tu e a tua expansiva borbulhinha!
Humor q.b. é receita indispensável para o sucesso nesta fase das nossas vidas!
Espertinha a menina e...a sua borbulhinha!
Passou o sabor metálico?? Foi boa a viagem?
Vou descansar que a minha filha (18 aninhos...) já está em casa!
Fica bem

Marisa Carvalho disse...

Achei graça à história da borbulha... Esperta ela! ;) Bolas, eu também escapei ao acne na adolescência, será que ainda me vão aparecer coisas dessas? Espero que não... Gosto de rebentá-las, mas nos outros LOL!

Só para mandar um beijinho, já vi que as férias foram boas e fico feliz com isso. Continuação de muita força e melhoras.

Beijinhos

Marisa Carvalho

Ninia disse...

Mais um texto estupendo.
Obrigada por partilhares connosco.