quarta-feira, 29 de junho de 2011

É que dói mesmo

O mal dos outros incomoda-me imenso. A mim e a qualquer pessoa de bem, naturalmente.

Mas o mal dos outros ainda me faz mais: causa-me dores. Na alma, claro, mas não só.
Dói-me no corpo, sempre nos mesmos sítios, locais estratégicos escolhidos (pelas as forças do mal que comandam o cancro, acho eu) para me levarem a pensar no pior. Depois quando vamos examinar... não se passa lá nada. Mas em novo stresse, volta a doer exatamente nos mesmos sítios. Ainda estou para perceber a estratégia "deles"...

Beijinhos
T.

7 comentários:

Gatapininha disse...

Já pensaste que estás a ficar velha? hehehehehe
Isso são dores do reumático e outras maleitas afins!
Eu aindei mais que a conta(sómais uns passinhos) na 2ª e ganhei uma dor no pé!

jokas

Teresa disse...

eheheh deve ser isso, Sandra.
beijocas e as melhoras do TEU reumático

ClaudiaV disse...

A nossa mente é terrivel. É como as comichões... se vemos alguém a coçar-se temos logo vontade tb!

Anónimo disse...

Hi there, before I retire for the day, I wanted to come by here and visit. Deixo flores na portaria, te amo, ✿ڿڰۣ(̆̃̃ღ

Anónimo disse...

Tou com a primeira:tás velha, lolllll (foi mesmo uma gargalhada velhaca). Na verdade as mudanças de tempo não ajudam aos ossos e acaba por doer algum (temos tantos...). Mas o stress da dor cuja origem desconhecemos e que a nossa fértil ansiedade logo orienta, dá cabo de nós, dá...Há que lidar com esse permanente desassossego e ir acreditando que talvez a doença não volte...Uma coisa te posso dizer, no meu caso, quando recidivei, nada doía e ia a uma rotina completamente relaxada...Estou cansada e dorida, tal como tu, sempre em desassossego mas...acreditando que será do tempo e do meu tempo (a idade...) e nada mais! Vou ver se escrevo no blogue, para sossegar quem não me contacta no face e, provavelmente....escrever o último texto (não sei se é hoje, pois hoje estou mais para o lado do menos do que do mais...) mas, o blogue terá de fechar...
TM

Janine disse...

Um beijinho doce, querida TeresaP!

Anónimo disse...

hi there, I was reading this and somehow felts like dropping by and say hi =) lots of hugs, ml
è WHAT IS LIFE ALL ABOUT? Whatever your predicament may be, YES will not solve it. It will dissolve it. YES is not obedience or acquiescence. It is an embrace. … whenever you feel fear, say yes to it and more as quickly as you can to be present in that moment. Do not try to understand or argue with it. *Your acceptance is the catalyst to freedom. … REMAIN IN THE EXPANDED SELF AS BEST YOU CAN. Honor the world without fearing it… Honor the illusion but do not become lost in it… Do not identify yourself with it. Do not give permanent reality to temporary things. è IT IS ALL VERY TIDY IN THE END…